Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Roda dos Enjeitados

por Mammy, em 28.06.12
Li esta NOTÍCIA e fiquei de boca aberta. Não imaginava que isto ainda existisse...
Gostava de saber a verdadeira finalidade destas rodas... Salvar as crianças de serem assinadas pelas mães/pais? Desculpabilizar as mães/pais de um acto tão terrível, tão doloroso para ambas as partes? Evitar uma intervenção mais activa dos Estados nesta problemática? 
Não entendo...

Não acho correcto que se permitam abandonos de crianças assim, sem mais nem menos. Andamos a lutar para que as pessoas tomem consciência que abandonar animais é um acto hediondo e permite-se que se abandonem crianças desta maneira?
E ainda lhes dão uns folhetos informativos para o caso de mudarem de ideias? Se se arrependerem, vão lá buscá-las outra vez?
Uma coisa é quando se tem um filho que não é desejado, ir-se pessoalmente entregar o bebé a uma instituição, e para isso dar-se a cara, responsabilizando-se as pessoas pelos seus actos, dando espaço ao diálogo e à consciencialização dessa atitude. Outra coisa é facilitar-se o abandono permitindo o anonimato e a desresponsabilização, impedindo a intervenção de técnicos que poderiam ajudar as pessoas a reflectir. 
Acredito que, muitas vezes os abandonos dos filhos se dão devido a um desespero extremo, tornando-se actos irreflectidos que depois dão lugar ao arrependimento. Porque não ajudar as pessoas a pensar, quando estão incapazes disso? Sai muito caro aos Estados? Ou as crianças têm um fim que não o da adopção como a conhecemos, mas o da venda ou o da venda de órgãos, por exemplo? 

Estarei eu a ver mal onde não existe? Ou isto já está para lá do bizarro?

publicado às 23:47

Princesa

por Mammy, em 28.06.12
Galã, hoje, chamou-me "princesa"!
Acho que vamos ter "molho" em breve...
Ai vamos, vamos!!!!

publicado às 02:03

A Quem Interessar...

por Mammy, em 26.06.12
Imagem retirada da Internet

Informo que a minha hemoglobina está tão boa que a médica apelidou-a de MARAVILHOSA!
Assim sim, vale a pena fazer uma viagenzinha até ao IPO!

publicado às 20:53

Boas Notícias

por Mammy, em 25.06.12
Hoje, fui à revisão dos 6000 km (6 anos de remissão do bicho). Confesso que estava preocupadita com uns gânglios que tenho no lado direito do pescoço, que a médica desvalorizou por não terem 1 cm de diâmetro. 
Fiquei mais descansada...
Nos próximos dois meses, não me vou preocupar com eles, pois só lá volto em Setembro para ver se cresceram. 
Adoro poder ter um bocadinho de descanso e ignorar todas as porcariazinhas de sintomas que me atormentam!
Até Setembro, bicho mau!

Imagem retirada da Internet

publicado às 19:05

Novidades

por Mammy, em 24.06.12
Temos duas novidades aqui no tasco:
- Barra de pesquisa de posts (mesmo por cima da minha cabeça)
- Barra para traduzir, em diversas línguas, as barbaridades que eu vou aqui dizendo (mesmo por baixo do cartão de visita do facebook)

Usem e abusem!

publicado às 16:17

Da Desilusão

por Mammy, em 24.06.12
Há pessoas que, cremos uma vida inteira, são de determinada maneira...
Ao fim de uns anos, por uma razão qualquer, aparentemente sem importância, apercebemo-nos que não são como pensávamos. Todos os ideais que defendiam são desacreditados pelas suas acções. Vendem-se em troca de fatinhos jeitosos, de pequenos luxos, de uma imagem que não era a que tínhamos delas. Juntamos frases soltas, ditas por elas com toda a convicção do mundo que, a partir de agora, deixam de fazer sentido. Elas já não são o que eram... ou nunca foram o que eram... 
E hoje revelam-se... e a mentira é mais forte do que a verdade em que acreditávamos... A desilusão instala-se com tanta força que começamos a duvidar se alguma vez conhecemos aquelas pessoas, se aquelas são as mesmas pessoas que, um dia, gostámos por serem daquela maneira, da maneira que nós pensávamos que eram.
A desilusão deixa um travo amargo na boca... Faz-nos proferir palavras amargas e rejeitar quem amamos...
Mas a desilusão não é culpa delas, é nossa! Porque fomos nós que as imaginámos diferentes, fomos nós que acreditámos na sua mentira!

publicado às 00:34

"A Felicidade Só É Real Quando Partilhada"

por Mammy, em 23.06.12
Para quem não viu o filme Into The Wild, ele retrata a vida de Christopher McCandless, este rapaz do vídeo. Ele seguiu numa viagem sem volta para o Alasca à procura dele próprio e da sua verdadeira essência. Possivelmente, encontrou-a, mas também encontrou a morte. Morreu sozinho, à fome e envenenado. 
A frase que está ali em cima é dele.


Já disse aqui que este é O Meu Filme... 
Está a aproximar-se a altura de ir descobrir o que ainda falta de mim... Não sei se vou precisar de ir para o Alasca, mas vou, com certeza, precisar de rever muita coisa!

publicado às 23:10

Pág. 1/4



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Visitas