Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O Poeta (ou a Poetisa) é um Fingidor

por Mammy, em 07.01.14

Em mais uma conversa pré-sono, falávamos de umas supostas pretendentes do J. 

 

- Ela disse que a minha letra era muito bonita!

- Oh, então está apaixonadíssima. Qualquer pessoa, no seu perfeito juízo, sabe que a tua letra não é nada bonita. Ela é voadora, nunca está toda sobre a linha. Mas bonita, não! Definitivamente, só uma pessoa apaixonada pode achar a tua letra bonita.

- Eh eh eh eh! Pois é. Pois, deve estar!

- E tu?

- Não sei. Ainda não sei.

- Mas há mais alguma menina que faça esse coraçãozinho bater com mais força?

- Há.

- Há? Quem?

- A M.

- E quem é a M.? Se é que posso perguntar?

- É aquela que vimos no outro dia, que tem o cabelo assim, mais ou menos, do tamanho do teu.

- Pois... Não sei. Sabes que há umas meninas lá da tua escola que eu confundo sempre. Nunca sei quem é quem. Mas não faz mal. Depois vejo se descubro. Achas que o coraçãozinho dela também bate com mais força por ti?

- Não sei.

- Mas porque é que esse coração acelera?

- Também não sei. Há qualquer coisinha nela...

- Que faz esse coração acelerar?

- Sim - envergonhado.

- Hummm!

- Hummm? Lá estás tu com o teu "hummm", mãe!

- Pois... É mesmo caso para "hummmm"! "Qualquer coisinha nela" quer dizer muita coisa. Hummm! Achas que ela também vê qualquer coisinha em ti?

- Não sei. O que é que tu achas? Diz-me tu.

- Eu? Eu é que não sei. Não vejo como ela reage. O que é que te parece? Ela reage de forma suspeita?

- Não, mas sabes que elas às vezes fingem!

- Hummm!

 

publicado às 23:40


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog